Tá querendo casar? Pedir em namoro? Se envolver de verdade? 
Então pelo seu bem e pela pessoa que vai entrar nesse barco com você, veja  nestes 5 conceitos se é mesmo um relacionamento que você está buscando ou se você está prestes a ferrar com a vida de outra pessoa!



Individualidade:  Você acha um absurdo matar. Vai morar junto com sua dita-cuja e ela diz que não gosta da vizinha e que portanto, só fica com você se você matá-la. Caro amigo, se você não matar a vizinha (até porque ela dá um caldo) você está defendendo seus valores. 
Se você matar, você é louco então não conta. Mas o que faz de você um assassino ou não, continua com você. Agora, se ela reclama que você deixa a tampa do vaso levantada e você passa a abaixá-la, o máximo que aconteceu foi perder um hábito que vai lhe render elogios até da sua mãe. 
Ou seja: você melhorou. Não mudou quem você é. A individualidade não se perde. O que se perde são manias – que cá prá nós são bem chatas. Então se você não pode entender isso, você está precisando mesmo é de uma babá e não de um relacionamento sério. 
Mulheres, isso serve também pra toda maniazinha besta que vocês têm e mantém sob a desculpa da TPM ok?

Cama, comida e roupa lavada: é preciso explicar de uma vez por todas o significado dessa expressão. Cama, comida e roupa lavada não se fazem sozinhas. Então, quando você chegar em sua casa e ver que tudo isso está feito, você tem que agradecer alguém, e não reclamar se tem algo fora do lugar. 
Não gostou? Faça! 
Não pense homem, que você chegará em casa todo dia e tudo estará lindo. Se você quer isso, o que você tá precisando é de uma faxineira, e não de uma companheira. Se bobear, custa até mais barato.
Uma casa com dois carros na garagem e um milhão de prêmios: isso é o avião do Faustão. Mulherada que acha que o homem tem obrigação de fornecer todo e cada luxo, pagar contas sozinho, se danar de trabalhar e ainda não reclamar quando vocês gastam uma fortuna  em shopping vocês estão em baixa. 
Tá na hora de sair da superficialidade ou então comprar produtos P&G… 
Não é um namorado ou marido que vai resolver isso pra você. Ah, e só pra constar eles também não são obrigados a saber trocar lâmpada, chuveiro, arrumar a tv e o computador. Pra isso existe ELETRICISTA!
Sexo: sim, você deve saber o que é. Mas se você vai entrar num relacionamento achando que todo dia você vai ter uma máquina sexual ao seu lado, então você está fazendo isso errado! 
No começo são flores. Flores não. Orgasmos mesmo. Aquela coisa de novela. Mas com o tempo, trabalho, cansaço, contas, família e todo o resto na orelha, não pense que todo dia vai ter festa da uva. E se você acha que sexo toda hora é tão primordial assim, você precisa ver isso aí!
Às vezes você está precisando mesmo é de boneco (a) inflável!
Traição: quando você começar o relacionamento, você vai dizer “olha, eu vou pular a cerca uma vez por mês, mas ai de você se fizer o mesmo hein?” ? Não? 
Ou quem sabe “vamos morar debaixo do mesmo teto, ter as mesmas contas,  mas quando cada um quiser dormir com outra pessoa, tá liberado!”? Também não? 
Então vamos partir do pressuposto que seu relacionamento é monogâmico. A partir do momento que você optou conscientemente por um relacionamento assim, traição é TUDO que desrespeite moral ou emocionalmente sua cara-metade. 
Sim, é traição uma troca de mensagens que você diz que são só brincadeirinhas, mas que dizem “queria te comer como se não houvesse amanhã”. Sim, é traição você ficar com a coleguinha de trabalho, porque ela topou fazer uma coisa que sua esposa não quer fazer  (com você, pelo menos) em casa. 
Sim, é traição você acompanhar a sua amiga pra mesa de dois desconhecidos no happy hour, pra ela dar uma paquerada, enquanto você se sente lisongeada mas não vê mal nenhum nisso. Então não tem desculpa. Quer fazer diferente, termina. Nem começa. Tem traição que marca uma pessoa pra vida inteira.
E é a regra é clara. O Arnaldo já confirmou: não faça com o outro o que você não quer que seja feito com você. Inclusive, se for levar isso no modo bem literal, acabou o problema de querer trair sua esposa por ela não fazer aquilo que sua coleguinha disse que faz né?
Basicamente, antes de se jogar de cabeça e aumentar o indíce de divórcio e de postagens incentivando a eterna solterice, pense bem. O relacionamento pode sim valer à pena, ser bacana e durar a vida inteira, desde que as duas pessoas estejam em sintonia sobre o que querem e o que são. Independente das brincadeiras um tanto machistas e outras um tanto feministas que aqui constam, tudo isso é só pra lembrar que precisamos sim olhar pra dentro antes de assumir responsabilidade pela nossa felicidade e pela do outro também. 
Relacionamento é coisa séria mas quem entende isso ganha os momentos marcantes, prazerosos e divertidos que existem.
Post enviado pela minha amiga Dannie Karam


Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
Este post tem alguma imagem e/ou video que não está aparecendo ou funcionando? Avise-nos clicando aqui !